Espaço de reflexão sobre os Direitos Humanos. Em pleno século XXI, a humanidade encontra-se longe de atingir o respeito e a salvaguarda dos Direitos Humanos. Cada um de nós deve contribuir para alterar esta situação!
Sábado, 25 de Novembro de 2006
Declaração de Amor aos Homens e Mulheres da Terra
     

 

Recordando e reafirmando os princípios declarados na Carta Universal dos Direitos Humanos da ONU nós, seres humanos decidimos fazer a seguinte Declaração de Amor aos Homens e Mulheres da Terra:
1. Todas as pessoas do mundo têm o direito de viver e de sonhar com um planeta mais justo e pleno de dignidade e de amor.
2. Todas as pessoas do mundo têm o direito de brincar na chuva e libertar barquinhos de papel nas sarjetas e enxurradas.
3. Todas as pessoas do mundo têm o direito a uma educação que forme seres humanos livres, criadores e inventores de novos conhecimentos.
4. Todas as pessoas do mundo têm o direito de construir a sua própria "Constituição", escolhendo os valores para nortear uma conduta pessoal solidária e fraterna.
5. Todas as pessoas do mundo têm o direito de estabelecer relações humanas amparadas na fraternidade e no respeito à diferença.
6. Todas as pessoas do mundo têm o direito de se encontrar pelos caminhos que levam à defesa da vida e da alegria.
7. Todas as pessoas do mundo têm o direito de escutar o Outro e comungar de suas esperanças e sonhos.
8. Todas as pessoas do mundo têm o direito de plantar girassóis para que todas as tardes sejam de primavera.
9. Todas as pessoas do mundo têm o direito de descobrir o sorriso ou a dor que mora no Outro.
10. Todas as pessoas do mundo têm o direito de habitar em casas que sejam como corações abertos, acolhedoras e sem trancas, onde sempre brilhe a luz da fraternidade.
11. Todas as pessoas do mundo têm o direito de construir dentro de si mesmas um templo para o seu Deus, na forma em que O conceberem..
12. Todas as pessoas do mundo têm o direito de que o trabalho seja um campo em que floresça a dignidade humana, sempre no horizonte de servir e amar o Outro.
13. Todas as pessoas do mundo têm o direito de serem os guardiões dos portões do Jardim da Humanidade.
14. Todas as pessoas do mundo têm o direito de saborear os frutos coloridos e suculentos da sabedoria, da arte e da ciência sem precisar dar dinheiro em troca.
15. Todas as pessoas do mundo têm o direito de não serem medidas pelo dinheiro que possuem.
16. Todas as pessoas do mundo têm o direito de se expressar livremente, impregnando a palavra de paixão transformadora.
17. Todas as pessoas do mundo têm direito à comunicação e à informação para construir um mundo baseado na igualdade entre homens e mulheres.
18. Todas as pessoas do mundo têm o direito de acreditar que a unidade, com respeito às diferenças dos povos, é não somente possível, mas inevitável para alcançar a paz mundial.
19. Todas as pessoas do mundo têm o direito de saber a verdade sobre os caminhos e os roteiros que levam à liberdade e à dignidade.
20. Todas as pessoas do mundo têm o direito de conviver amorosamente com os animais e com todos os seres da natureza que estão na Terra.
21. Todas as pessoas do mundo têm o direito de transformar os muros que as separam em praças onde todos se encontrem para celebrar a cidadania e a solidariedade.
22. Todas as pessoas do mundo têm o direito de errar e serem amparadas carinhosamente na vontade de crescer e aprender mais e mais.
23. Todas as pessoas do mundo têm o direito a não mais ter medo das palavras Paz e Amor.
24. Todas as pessoas do mundo têm o direito de cultivar a terra e dela receber o alimento sagrado para o sustento do corpo e da alma.
25. Todas as pessoas do mundo têm o direito de chorar de alegria.
26. Todas as pessoas do mundo têm o direito de receber tratamento humano na saúde e na doença e de fazer escolhas livres e conscientes sobre tudo que envolva a vida e a morte.
27. Todas as pessoas do mundo que não sonham estes sonhos têm o direito de serem tocadas no coração para que desejem também caminhar na beleza...
Mensagem dos Jornalistas no Encontro para a Paz
Dezembro de 1998

sinto-me:

publicado por direitos-humanos às 11:06
link do post | comentar | favorito
|

7 comentários:
De direitos-humanos a 21 de Janeiro de 2007 às 11:20
Hoje em dia nem sempre se respeita os direitos dos humanos ou porque existe pessoas que se acha superiores que pensam que podem fazer o que lhes apetece o que acho incorrecto se existe a declaração acho que se todos a cumprissem não havia tanta desigualdade e tantos incumprimentos dos direitos. em suma devemos sempre ou pelo menos tentar que os direitos dos humanos não seja esquecidos. Lurdes Lopes 12g


De direitos-humanos a 28 de Dezembro de 2006 às 21:48
É muito bom sabermos que declarações como estas existem mas bom seria também que fossem cumpridas. Era bom vermos que estes ideais fossem alcançados por todos para assim vivermos num mundo melhor.
Nuno Costa N.º 13 12ºG


De Nuno Costa N.º13 12º G a 27 de Dezembro de 2006 às 22:19
Tendo em conta a declaração acima referenciada penso que os direitos humanos continuam esquecidos na nossa sociedade e para reverter estes factos deviam de se implementar novas medidas/regras para se manter a harmonia nesta sociedade desigual.


De direitos-humanos a 26 de Dezembro de 2006 às 16:57
É uma pena, mas eu estou cada vez mais céptica no que toca ao alcance deste princípios.
Era tão bom que fossem respeitados, mas vejo um mundo muito injusto onde poucos realmente se importam com o outro, cada vez mais ligamos ao nosso umbigo e “quem vier atrás que feche a porta!”, é mau se dizer isto mas é a verdade.
Dizemos viver na era moderna, sem preconceitos, na qual impera a igualdade, a justiça, a união dos povos! Tretas...
Se assim é,
□ Porque é que morrem milhares de crianças em todo o mundo enquanto outras esbanjam as últimas novidades do mercado, novidades às quais nem dão grande importância, a não ser a de as terem?
□ Porque é que temos o mundo dividido em duas partes: o Norte – rico e o Sul – pobre? Estando este último dependente permanentemente do primeiro.
□ Porque é que há pessoas que não têm o direito de receber tratamento humano na saúde e na doença e de fazer escolhas livres e conscientes sobre tudo que envolva a vida e a morte e há alguém que oportunamente escolhe por elas?
□ Porque é que nem todos têm os mesmos direitos e nem sequer os podem reclamar sem serem alvos de represálias?
□ Porque é que ainda há pessoas que são incompreendidas só por lutarem por aquilo que acham justo?
□ ...

A lista seria infinita. As razões de descontentamento seriam inúmeras. A minha crítica não seria legível.

Mas também devo dizer que está na mão de cada um de nós mudar este cenário! Se cada um de nós tomar consciência do seu dever conseguiremos construir uma barreira a este tornado do poder que tudo corrompe e contamina!
Afinal ao longo destes anos muitos lutaram e conseguiram alcançar vitórias! Pelo menos tentemos!!

Ana Margarida
12ºG


De direitos-humanos a 26 de Dezembro de 2006 às 00:01
Estes direitos, sem qualquer margem de dúvida são muito importantes, mas é de lamentar o facto destes, na sua grande maioria não serem respeitados!!!
Lúcia Amorim 12ºG


De direitos-humanos a 20 de Dezembro de 2006 às 00:04
De facto ainda hoje se violam dos direitos humanos, ou seja estes direitos não são respeitados e acima de tudo não são iguais para todas as pessoas, é de salientar que nesta sociedade em que vivemos existem pessoas que usufruem de coisas só por se acharem superiores..


De direitos-humanos a 27 de Novembro de 2006 às 12:13
Esperemos que estes direitos sejam sempre respeitados e que se tenha a noção que nenhum de nós é superior ao outro. :)


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

...

A imigração como factor d...

10 de Dezembro, dia dos D...

Direitos da Mulher

Os Direitos das Mulheres ...

Contrastes

Todos os seres humanos na...

Declaração de Amor aos Ho...

arquivos

Maio 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

links
blogs SAPO
subscrever feeds